Existem duas técnicas bastante diferentes para a criação, armazenamento e processamento de imagens de computador: gráficos de bitmap e gráficos vetoriais.

Neste artigo, vamos explicar as diferenças entre os arquivos e a forma como seus conteúdos são analisados, já que este é um dos princípios mais importantes quando se trabalha com gráficos em computador.

Gráficos de bitmap (raster)

Os gráficos de bitmap são os tipos mais comuns e são compostos de pixels coloridos. Pixels são definidos como pequenos quadrados, de diferentes cores que, uma vez juntos, formam uma imagem.

Ilustrações bitmap podem ser, por exemplo, fotos de natureza. Essas imagens possuem transição de tons de forma sutil e muitas vezes são compostas por milhões de cores. A dificuldade em trabalhar com os gráficos bitmap é que, ao ampliá-los, ocorre a perda de definição e uma diminuição considerável na qualidade. Formatos de arquivos comuns de dados de imagem de bitmap incluem PSP, BMP, GIF, JPEG e PNG para o uso da Internet e TIFF para o uso de impressão.


Os pixels também são utilizados para exibir imagens em monitores e suas dimensões de impressão são definidas pelo DPI (dots per inch).

Imagens preparadas para impressão comercial de alta qualidade são geralmente preparadas em 300 DPI para formatos até o A3. Já para imagens muito grandes (por exemplo, o formato A1) pode ser com aproximadamente 150 DPI. Não há necessidade de fechar arquivos com resolução superior a 300 DPI, já que uma resolução maior não ira proporcionar melhorias na qualidade de saída do impresso.

Gráficos em Vetor

Os gráficos vetoriais não são construídos por pixels (embora sejam exibidos na tela do computador como pixels). Eles são, na verdade, formados através de expressões matemáticas e as instruções inseridas produzem linhas, curvas e formas preenchidas. Logotipos de empresas são, muitas vezes, gráficos vetoriais e normalmente trabalhados com quantidade de cores limitadas, embora possam apresentar gradientes e sombreamento para produzir os mais sofisticados elementos.

Os gráficos vetoriais são, geralmente, muito menores em tamanho do que os gráficos de bitmap. Porém, se imagens bitmap são encaixadas dentro do vetor, o tamanho do arquivo geralmente será maior. Já se os gráficos de bitmap são incorporados em arquivos vetoriais (por exemplo, um EPS), o elemento bitmap do gráfico vai sofrer em termos de qualidade, se redimensionado.

Os gráficos vetoriais são criados em aplicativos como o Adobe Illustrator ou Corel Draw. Eles não têm um DPI nativo como uma imagem bitmap e pode ser redimensionado em qualquer tamanho sem perder a qualidade. Formatos de arquivos comuns para os gráficos vetoriais são EPS, CDR e AI.

IMAGEM VETORIZADA